Segurança na oficina de pneus

Uma oficina tem a obrigação de proporcionar todas as condições necessárias para garantir tanto a saúde dos funcionários como a segurança e o bom funcionamento dos seus equipamentos e ferramentas.

Os funcionários devem ser especializados no manuseamento das máquinas, mas para garantir a sua saúde, a oficina também deve proporcionar ao funcionário todos os elementos de segurança necessários.

Neste artigo vamos abordar os fatores que podem afetar a saúde na oficina e todas as medidas de segurança que é necessário tomar para minimizar os riscos de ocorrência de incidentes, desde a disposição dos elementos na oficina até ao equipamento dos funcionários, passando pela higiene no local de trabalho.

Riscos para a saúde na oficina
Existem diversos processos e tarefas numa oficina que podem implicar um risco para a saúde. Vejamos quais são:

- Operações com ferramentas não portáteis para tratar metais a frio: são máquinas como fresadoras, tornos ou mandris. São suscetíveis de provocar cortes, lesões por esmagamento ou outras consequências para o estado físico do funcionário.

- Operações com ferramentas para tratar metais através da aplicação de calor: trata-se de instrumentos como os maçaricos, que apresentam risco de queimaduras na roupa e na pele ou danos nos olhos.

- Operações com instrumentos destinados ao lixamento, limpeza ou selagem de peças metálicas: por exemplo, as pistolas de areia de silício. Sem a proteção adequada provocam problemas respiratórios e podem dar origem à incrustação de partículas nos olhos.

- Operações com instrumentos que trabalham com substâncias químicas, podem danificar o aparelho respiratório.

- Manuseamento de instrumentos pesados: pode criar lesões musculares ou ósseas devido a esforço excessivo ou outros riscos para a saúde em caso de queda ou desmontagem acidental dos instrumentos.

- Manuseamento de instrumentos/instalações elétricas: são suscetíveis de provocar eletrocussões ou queimaduras.

- Tarefas em bancadas de trabalho com motores térmicos: neste caso, os riscos são muito variados já que consiste num espaço de trabalho mais complexo no qual se está em contacto com cabos, instalações elétricas, baterias, ruído, gases produzidos pela combustão ou líquidos refrigerantes.

- Operações que geram ruído: uma tarefa em concreto ou a própria atividade da oficina também pode causar riscos para o sistema auditivo, pelo que é necessário cumprir a norma relativa aos decibéis máximos permitidos na área de trabalho.

- Outros riscos derivados das atividades na oficina: a inalação contínua de gases produzidos pela combustão de motores devido a uma má ventilação, ou pancadas e quedas.

Também pode gostar de ler