Auto Pneus da Covilhã: a caminho dos 30 anos

Aos 64 anos, Francisco José Ribeiro Miguel conta 53 de profissão. Uma vida inteira dedicada aos pneus. O fundador da Auto Pneus da Covilhã, casa que está prestes a cumprir 30 anos, tem um mundo de histórias do setor e partilhou-as com a Revista dos Pneus.

Há momentos que mudam uma carreira. Uma vida inteira, na verdade. Para Francisco José Ribeiro Miguel, de 64 anos, 53 dos quais dedicados ao ramo dos pneus, o momento aconteceu há cerca de três décadas, quando percebeu, de forma inabalável, que a criação do seu próprio negócio seria o próximo passo a dar.

Foi um episódio relativamente simples que o fez avançar, finalmente. “Certo dia, montei quatro pneus a um médico, por sinal, ortopedista. Passado algum tempo, ele rebentou um pneu numa pedra. E eu disse-lhe: senhor Dr., eu reparo-lho. Não! Respondeu-me ele. Queria um novo”, conta Francisco José Ribeiro Miguel.

E continua: “E eu expliquei-lhe. Se eu partir um braço, o senhor Dr. coloca-me um braço novo? Não. Tem de o reparar para ele continuar funcional. Pois é isso mesmo que eu vou fazer ao seu pneu. Reparo-o de forma a ele ficar perfeitamente funcional como antes! Como se não tivesse tido nada. Assim foi. Reparei-lhe o pneu. Passado um ano, veio dar-me os parabéns, porque nunca notou nada no automóvel nem no pneu, que cumpriu a sua vida útil sem problemas”.

Leia o artigo completo na edição de setembro de 2019 da Revista dos Pneus.

Também pode gostar de ler