O seu contributo é fundamental para o ambiente. A Valorpneu explica-lhe

Enquanto comerciante e distribuidor de pneus, o seu papel é fundamental para o bom funcionamento do Sistema de Gestão de Pneus Usados (SGPU) e, principalmente, para o ambiente. Claro está, isto se pertencer à rede Valorpneu.

Ao substituir os pneus antigos de um veículo por pneus novos, fazendo o correto encaminhamento dos pneus usados para os Centros de Receção da rede Valorpneu, distribuídos por todo o país e ilhas, está a contribuir para um ambiente melhor, poupando nas emissões poluentes e no consumo de energia.

Vejamos: ao substituir os quatro pneus de um veículo ligeiro e fazendo o devido encaminhamento para os Centros de Receção, de acordo com o simulador disponível no site institucional da Valorpneu, está a evitar:

- Emissões equivalentes a 216 km percorridos por um automóvel de passageiros;

- Emissões equivalentes a 17 agregados familiares médios (três pessoas) em Portugal na sua atividade diária;

- O consumo diário de energia equivalente a 437 computadores portáteis;

Desde o início do SGPU, desenvolvido em 2002 pela Valorpneu e posto em prática desde 2003 em Portugal, até à data em que escrevemos este artigo, já foram evitadas 2.045.871 t CO2eq de emissões e 61.269.940 GJ de consumo de energia.

Para chegarmos a estes resultados, é importante realçar o papel fundamental que oficinas, estações de serviço, lojas especializadas, empresas de recauchutagem e outros distribuidores tiveram na gestão dos pneus usados. É a partir destes agentes de mercado que o resto da cadeia se desenrola.

Os pneus em fim de vida são entregues nos Centros de Receção, onde os pneus são controlados e quantificados, para, depois, serem encaminhados maioritariamente para as empresas de reciclagem ou de valorização energética. Tudo isto com o objetivo de permitir a economia de recursos naturais, reduzir a emissão de gases nocivos e gerar energia renovável.

Também pode gostar de ler