“Somos um fornecedor global de aftermarket”

Criada há 11 anos, a Euro Tyre é, desde 2015, quando se lançou na área das peças, um fornecedor global de aftermarket. Telmo Barradas, purchasing manager da unidade de pneus, explica porquê.

Com uma equipa constituída por 50 colaboradores, a Euro Tyre nasceu em 2007 para operar no negócio da distribuição de pneus.

Presente, hoje, em Portugal e Espanha, a empresa liderada por Manuel Félix lançou-se, em 2015, na área das peças. E contratou, nesse ano, Telmo Barradas.

Responsável pela unidade de pneus da Euro Tyre, que abrange diversas atividades, o purchasing manager tem como missão aumentar a rentabilidade do negócio de pneus dentro da organização.

O que é isto de a Euro Tyre ser, hoje, um fornecedor global de aftermarket?
Trata-se de um conceito que se baseia na diversificação da nossa atividade. Pensamos que o negócio da distribuição “convencional” de pneus, na verdadeira aceção da palavra, tem os dias contados. Pelo menos, não acreditamos no modelo de negócio da distribuição apenas de pneus. Não acreditamos que, no futuro, este negócio seja sustentável. Por isso, diversificámos a nossa atividade e somos, neste momento, um fornecedor global de aftermarket. Damos todas as soluções ao setor. Ou, melhor ainda, tentamos dar todas as soluções aos profissionais do setor. Quer sejam oficinas, operadores de retalho ou todos os canais que possam absorver tudo o que envolve o aftermarket. Os pneus ainda são o core business da Euro Tyre, quanto mais não seja pelo valor de faturação que representam (cerca de 90%, ficando 10% para as peças). Apontamos para uma faturação de 36 milhões de euros em 2018, valor que será superior ao alcançado no ano anterior. Registaremos um crescimento de pneus em Portugal na ordem dos dois dígitos. Quer em número de unidades, quer em volume de faturação.

É expectável que as peças venham a conquistar terreno aos pneus dentro da vossa organização?
Sim. Até pela visão, estratégia, força e energia que estamos a aplicar na dinâmica de tudo o que é o aftermarket de peças com o projeto euroPARTNER. Pensamos dar estabilidade à velocidade de cruzeiro em tudo o que diga respeito a pneus. Pela dimensão do nosso país, não conseguiremos ter um crescimento exponencial, mas sim sustentável. Não estamos à procura de crescer por crescer. Estamos mais focados naquilo que é a rentabilidade. Penso que, de forma natural e tendo em conta o que estamos a fomentar no aftermarket de peças com o projeto euroPARTNER, o crescimento vá evoluir a curto e médio prazos para outros patamares. Estamos mais focados na perspetiva de rentabilizar o negócio de pneus para nos dar sustentabilidade nas outras áreas de negócio que temos.

Na área dos pneus, para além de seis marcas premium e de seis marcas quality, a Euro Tyre dispõe de três marcas próprias exclusivas...
Nem mais. Estamos focados em 15 marcas, as quais trabalhamos toda a gama de A a Z. Dentro dessas, dispomos de três marcas próprias exclusivas (Achilles e Infinity para o segmento budget; Viking para o segmento quality). Mas o nosso portefólio contempla Michelin, Pirelli, Continental, Goodyear, Bridgestone e Dunlop para o mercado premium e Mabor, Cooper (pneus 4x4), Kumho, Firestone, Hankook e Nexen para o mercado quality. No segmento das duas rodas, trabalhamos com as principais marcas premium e com modelos de pneus 4x4. Não temos tudo, mas dispomos das medidas mais procuradas pelo mercado.

Leia a entrevista completa na edição de dezembro da Revista dos Pneus.