Dunlop: o pneu com mais êxito na Ilha de Man

O Dunlop foi o pneu melhor sucedido no TT da Ilha de Man 2019. Utilizado por quase três quartos dos pilotos vencedores, obteve vitórias nas corridas de Superbike, Supersport e Superstock.

Das sete corridas disputadas ao longo de três dias de competição, os pilotos Dunlop venceram cinco. Três dessas vitórias foram para o vencedor do Senior TT 2018, Peter Hickman.

Wim Van Achter, manager da Dunlop Motorsport, descreve que "vencer nas corridas de Superbike, Superstock e Supersport e termos sido os mais rápidos no Senior, é demonstrativo da performance dos pneus Dunlop. O D213 GP Pro é, agora, vencedor de vários TT da Ilha de Man em categorias de estrada. E o nosso novo KR108 slick, de aquecimento rápido, deu aos pilotos a confiança necessária para o estabelecer um novo recorde de volta”.

Hickman venceu as corridas de Superstock TT e Superbike aos comandos da Smiths Racing BMW, enquanto que a vitória na corrida de Supersport foi alcançada com a Trooper Beer da Smith Racing Triumph.

O recém-apresentado pneu de estrada D213 GP Pro, utilizado em Superstock e Superbike, permitiu a Hickman registar uma impressionante velocidade média de 208 km/h nas três corridas que venceu.

O pneu D213 GP Pro foi desenvolvido para dar confiança aos pilotos a alta velocidade e nas travagens mais fortes. O seu piso distintivo, dotado da mais recente tecnologia com forma de aleta, garante um aquecimento mais rápido, o que permite aos pilotos correr com confiança desde o início da volta.

Lee Johnston conquistou a sua primeira vitória no TT da Ilha de Man na primeira corrida de Supersport da semana, com uma Yamaha da Ashcourt Racing. Johnston disse sobre a sua primeira vitória no TT: “A sensação é incrível e não existem muitas pessoas no mundo que possam experimentá-la. Eu sou uma delas”.

A Dunlop voltou a vencer na categoría TT Zero, com Michael Rutter, ficando John McGuinness na segunda posição. John Higgins, engenheiro da Dunlop, explica como funciona a classe TT zero, onde compete a moto Mugen com pneus Dunlop: “Os ajustes para o TT Zero são um pouco diferentes dos das outras corridas que se disputam durante a semana".

"Devido ao maior peso das motos elétricas, são exigidas alterações na pressão do pneu. Sendo uma corrida de apenas uma volta, os pilotos optam por um pneu macio, o que lhes permite forçar ao máximo durante toda a sua volta. Foi aquilo a que assistimos com Michael Rutter, que registou a volta mais rápida ontem, com a Bathams Mugen e pneus Dunlop”, conclui o engenheiro.

A TT Zero é uma classe para motos elétricas que foi introduzida no TT em 2010 e completa apenas uma volta. Como prova do progresso da tecnologia elétrica, as motos superaram os 280 km/h, chegando a ser mais rápidas do que as Supersport.

Com 12 pódios e cinco vitórias em 2019, a Dunlop continua a ser o fornecedor de pneus melhor sucedido do TT da Ilha de Man.