Goodyear '66: a história dos pneus do filme Le Mans '66

Le Mans '66 estreou em toda a Europa em novembro. O filme conta a história do lendário duelo entre Ford e Ferrari, que teve lugar durante o emblemático desafio de resistência francês desse ano.

Um dos elementos chave da corrida foi o papel fundamental que desempenharam os pneus Goodyear, que levaram Bruce McLaren e Chris Amon a conseguir a vitória.

Quando Bruce McLaren e Chris Amon alcançaram a vitória nas 24 horas de Le Mans de 1966, a Ford não foi a única empresa dos EUA que deixou a sua marca no mundo.

O célebre GT40 Mark II negro correu com pneus Goodyear, depois de ter iniciado a corrida com pneus da grande rival da empresa na chamada guerra de pneus, a Firestone.

Matt Damon e Christian Bale, protagonizam Le Mans '66, a história real do designer de automóveis norte-americano Carroll Shelby (Damon) e do piloto britânico Ken Miles (Bale), que, juntos, lutaram contra as leis da física e os seus demónios pessoais para construir um revolucionário carro de corridas para a Ford Motor Company e enfrentar o domínio desportivo de Enzo Ferrari nas 24 Horas de Le Mans, em 1966.

As 24 horas de Le Mans de 1966 começaram com condições de chuva e rapidamente tornou-se evidente que os pneus Goodyear tinham melhor performance do que os Firestone.

Dois dos carros da equipa de competição da Shelby American que participavam na prova, o número 1, de Ken Miles/Denny Hulme, e o número 3, de Dan Gurney/Jerry Grant, não estavam a ter problemas com os seus pneus Goodyear, mas o de McLaren, equipado com Firestone, perdia partes da banda de rolamento na reta de Mulsanne, a mais de 337 km/h.

Quando Bruce McLaren entrou nas boxes para dar o lugar a Chris Amon, procurou o representante da Firestone e negociou uma mudança para a Goodyear.

No dia seguinte, no final da corrida, os Ford número 2, 1 e 5 sobreviventes, este último o carro patrocinado pela Holman & Moody, de Ronnie Bucknum e Dick Hutcherson, aproximaram-se para chegar juntos à meta.

O empate técnico entre os dois carros da Shelby continua a ser debatido até aos dias de hoje, mas a história conta que McLaren e Amon obtiveram a vitória por terem partido uns metros mais atrás.

Daí terem percorrido uma maior distância durante o mesmo período. Contudo, caso não tivessem trocado os seus pneus pelos Goodyear, nem sequer teriam estado na luta pela vitória.

Mais detalhes acerca desta apaixonante história podem ser encontrados aqui.

Também pode gostar de ler