VW Golf GTI Performance DSG

É já um ícone desportivo. Na versão Performance, o Golf GTI deve parte da sua eficácia ao motor 2.0 TSI de 230 cv, à suspensão firme, aos travões potentes e aos pneus Dunlop SP Sport Maxx GT, de medida 225/40ZR18. A outra parte é assegurada pela caixa DSG, pelo Dynamic Chassis Control e pelo diferencial autoblocante no eixo dianteiro.

Eficácia não lhe falta. Irreverência muito menos. Mais do que um playboy, o Golf GTI é o rei dos desportivos compactos. O estatuto que tem e o longo historial de que dispõe assim o determinam. O que não é de admirar: desde 1976 que a VW apaixona legiões de fãs com as versões GTI deste modelo. São já sete as gerações deste desportivo, do qual foram produzidas e vendidas mais de 1,9 milhões de unidades a nível mundial.



Disponível nas variantes de três e cinco portas, com caixa manual ou DSG (ambas de seis velocidades), o Golf GTI eleva-se a outro patamar com a especificação Performance: o motor 2.0 TSI passa de 220 para 230 cv e, mais importante do que isso, serve-se de um diferencial autoblocante eletrónico no eixo dianteiro. Melhor, só mesmo o Golf R (300 cv e tração integral 4Motion com acoplamento Haldex de quinta geração), que custa, na versão de três portas, com caixa DSG, €49 590...



golfgti-3

Espalha-brasas
Não é o mais potente da sua classe. Nem sequer é que exige mais mão-de-obra. Mas é um dos mais eficazes e apelativos desportivos de tração dianteira que existem. É capaz de tirar o sono ao condutor, de o tirar do sério e, acima de tudo, faz-lhe bem ao ego. Muito bem mesmo. O Golf GTI é um verdadeiro espalha-brasas.



Agressivo sem ser exuberante, diferencia-se das versões convencionais pelos pára-choques proeminentes, grelha escura com uma risca vermelha, jantes “Austin” de 18” com cinco enormes buracos, pinças de travagem vermelhas com inscrição GTI nas dianteiras, dois escapes, discreto deflector no topo do óculo posterior, difusor de ar traseiro e sigla GTI na grelha e na tampa da mala. A carroçaria está pintada de branco “Oryx” (por tratar-se de uma pintura madre pérola, custa €880), mas podia estar coberta de qualquer outra das nove cores disponíveis. Como podia ter, também, cinco portas. Nada se alteraria.



Após uma observação quer ao volume da mala quer ao espaço disponível no banco traseiro (aspetos que pouca relevância têm tratando-se de um desportivo, embora o Golf GTI cumpra os requisitos de uma utilização mais familiar se necessário for), era tempo de ocuparmos o melhor lugar do mundo: o do condutor. O ambiente interior, sóbrio e nada exuberante, é muito semelhante ao do GTI da anterior geração.



golfgti-1 golfgti-4

Mas é deveras agradável: bancos desportivos em tecido no padrão “Clark”, numa clara alusão aos GTI do passado da marca; pedais em aço inoxidável; inserções em preto “Checkered" no painel de instrumentos e nas guarnições das portas; mostradores com fundo escuro e grafismo branco; costuras vermelhas no volante e no fole da caixa; volante de três braços, com base plana, em pele.



A qualidade de construção elevada, o equipamento extenso e o posto de condução ótimo, demonstram que a VW sabe bem aquilo que faz. Sem mais demoras, rodámos a chave de ignição e acordámos o motor... A voz grossa do 2.0 TSI é um bom prenúncio...



golfgti-8

Play boy, play

Motor 2.0 TSI de 230 cv. Caixa DSG de seis velocidades com patilhas no volante. Suspensão firme (a carroçaria foi rebaixada em 15 mm face aos restantes Golf). Pneus Dunlop SP Sport Maxx GT, de medida 225/40ZR18. Travões potentes. Direção progressiva. Controlo de estabilidade (um primeiro toque no botão desativa o controlo de tração; um segundo, superior a três segundos, coloca o controlo de estabilidade no modo “Sport”).



Dynamic Chassis Control (dispõe dos modos de regulação Comfort, Normal e Sport). Sistema XDS+ (bloqueio eletrónico do diferencial, que trava a roda interior da curva quando esta perde motricidade, enviando, neste caso, binário para a roda exterior, garantindo-lhe melhor tração).



Na especificação Performance, o Golf GTI beneficia ainda de um diferencial autoblocante eletrónico no eixo dianteiro, que funciona sem perdas de potência. O que significa que a potência desenvolvida pelo motor é transferida a 100% ao solo e está disponível sem limites para deslocar este desportivo.



golfgti-2 golfgti

Produzido com uma unidade multidisco localizada entre o semi-eixo direito e a caixa do diferencial, tem a pressão hidráulica necessária para acionar os discos, sendo esta gerada através de um motor elétrico. O binário máximo de bloqueio é de 1600 Nm, de modo a que, caso seja necessário, o mesmo possa ser direcionado a apenas uma das rodas, o que corresponde a um efeito de bloqueio de 100%.


Com todo este elenco técnico à disposição, não admira, pois, que o condutor não tenha qualquer dificuldade em desempenhar com mestria a sua tarefa. Com uma estabilidade digna de nota e elevada motricidade, o Golf GTI é um desportivo eficaz. Faça chuva ou faça sol. E como as prestações são fulgurantes, a vontade de conduzir sobrepõem-se a tudo o resto. O nível de conforto não desilude. Tal como os consumos, que só não são mais elevados porque esta lá a tecnologia BlueMotion, que integra função start/stop.




golfgti-6

Dunlop SP Sport Maxx GT: tecnologia Dunlop Touch


O VW Golf GTI que a REVISTA DOS PNEUS testou vinha equipado com pneus Dunlop SP Sport Maxx GT, de medida 225/40ZR18 92 Y, em ambos os eixos. Concebido para automóveis desportivos, este pneu de Verão faz uso da tecnologia Dunlop Touch, que combina várias funcionalidades avançadas que proporcionam uma condução precisa e uma resposta rápida em piso seco. O perfil do piso, mais plano, faz com que o pneu tenha maior superfície de contacto com o solo.



Tudo para oferecer maior precisão na direção e mais feedback da estrada. O composto do piso é misturado com negro de carbono de corrida para aumentar a aderência e o desempenho de travagem em piso seco. O design assimétrico do piso, tendo este um perfil mais plano e sendo do tipo multiraio, o sistema específico de assentamento do talão e a proporção variável de blocos e sulcos são outras características do Dunlop SP Sport Maxx GT, que revelou estar perfeitamente à altura das constantes solicitações exigidas pelo VW Golf GTI.




golfgti-7


Ficha Técnica

MOTOR
Tipo: 4 cilindros em linha, transversal, dianteiro

Cilindrada (cc): 1984

Diâmetro x curso (mm): 82,5x92,8

Taxa de compressão: 9,6:1

Potência máxima (cv/rpm): 230/4700-6200

Binário máximo (Nm/rpm): 350/1500-4600

Distribuição: 2 v.e.c., 16 válvulas

Alimentação: injeção direta de gasolina

Sobrealimentação: turbocompressor


TRANSMISSÃO

Tração: dianteira com ESP/XDS+/diferencial autoblocante

Caixa de velocidades: automática dupla embraiagem de 6+ma (DSG)



DIREÇÃO

Tipo: pinhão e cremalheira

Assistência: sim (Servotronic)

Diâmetro de viragem (m): 10,9



TRAVÕES
Dianteiros (ø mm): discos ventilados (340)

Traseiros (ø mm): discos ventilados (310)

ABS: sim, com EBD+BAS



SUSPENSÕES

Dianteira: McPherson com triângulos sobrepostos

Traseira: Fourlink com molas separadas dos amortecedores

Barra estabilizadora frente/trás: sim/sim



PERFORMANCES ANUNCIADAS

Velocidade máxima (km/h): 248

0-100 km/h (s): 6,4

Consumos (l/100 km) Extra-urbano/Combinado/Urbano: 5,4/6,4/8,1

Emissões de CO2 (g/km): 149

Nível de emissões: Euro 6

DIMENSÕES, PESO E CAPACIDADES

Cx: 0,318

Comprimento/largura/altura (mm): 4268/1799/1442

Distância entre eixos (mm): 2631

Largura de vias frente/trás (mm): 1538/1517

Capacidade do depósito (l): 50

Capacidade da mala (l): 380-1270

Peso (kg): 1402

Relação peso/potência (kg/cv): 6,1

Jantes de série: 7 1/2Jx18”

Pneus de série: 225/40ZR18

Pneus da unidade testada: Dunlop SP Sport Maxx GT - 225/40ZR18 92 Y



IMPOSTO ÚNICO CIRCULAÇÃO (IUC): €227,08

PREÇO (S/ DESPESAS): €44 889 (unidade testada: €50 436)