“Valorizamos as relações de confiança”

Desde a sua criação, em 2003, até aos dias de hoje, o principal objetivo da Empilhapeças é a comercialização de todo o tipo de peças para qualquer marca de empilhador térmico ou elétrico. Em entrevista à Revista dos Pneus, Anísio Costa, fundador e administrador, fala do percurso da empresa e dos seus projetos para o futuro.

Como define, hoje, a Empilhapeças?
É uma empresa líder no mercado de peças e pneus para empilhadores.
 Temos cerca de 4.000 pneus maciços em stock. Valorizamos as relações de confiança entre colaboradores, clientes e parceiros. Apostamos na competência técnica e queremos ser mais profissionais para proporcionar serviços de qualidade superior. A nossa postura nos negócios diferencia-nos dos nossos concorrentes, trabalhamos arduamente e com afinco para que os nossos clientes possam ter acesso aos melhores preços e qualidade oferecidos pelo mercado.

Que fatores mais importantes destaca no funcionamento da Empilhapeças?
A parte humana. O interesse diário dos colaboradores para atingirem outros patamares mais auspiciosos. A Empilhapeças tem conhecimento do mercado e do negócio com uma nova mentalidade e visão estratégica. Esta visão de negócio requer pela nossa equipa um estudo constante de novos produtos que nos permitem continuar a crescer.

Somos uma empresa vocacionada para fornecer produtos industriais  e dar soluções que vão ao encontro das necessidades dos nossos clientes. Assim como disponibilizar-lhes o melhor preço e qualidade dos produtos e serviços que contribuam para a satisfação das suas necessidades, bem como construir com eles uma relação de confiança duradoura para o futuro.
 
Quais as marcas e produtos mais fortes que a Empilhapeças tem no seu portefólio?
São os pneus maciços das marcas Supertrak e Barum, assim como rodas para máquinas de interior da marca Räder-Vogel.

Renovaram recentemente o vosso site. Quais as principais funcionalidades do portal que têm e qual tem sido a aceitação pelos clientes?
Temos constatado uma grande aceitação e afluência ao mesmo, assim como novos clientes. Através do novo site, o cliente pode visualizar toda a gama que temos disponível e encomendar os modelos que lhe interessam. Acreditamos que as vendas online são uma boa oportunidade de negócio, tanto que estamos a trabalhar para que, no final de 2016, os clientes possam comprar online. Basta identificar a peça que se pretende através de um dos nossos formulários inteligentes e o cliente será, posteriormente, contactado por um dos nossos profissionais com informações acerca da peça e respetivo orçamento.

Qual o objetivo da abertura de uma nova empresa em Lisboa?
Estar presente no maior mercado de Portugal. Queremos, com isso, conquistar uma fatia desse mercado.

Como analisa o estado atual do comércio de pneus maciços em Portugal e de que forma a crise tem afetado o desenvolvimento deste mercado de pneus?
As empresas não têm fundo de maneio, por isso recorrem aos produtos baratos com alguma qualidade.

Considera que o mercado de pneus para empilhadores ainda tem potencial de crescimento?
Certamente que sim, desde que sejam impostas determinadas regras. Como atrás referi, quando não temos dinheiro para comprar novo tentamos recondicionar a máquina que temos.

Quais são, na atualidade, os maiores desafios para a Empilhapeças?
Tentar dar cobertura ao território nacional, incluindo as ilhas, assim como a conquista de mercados externos.

Quais são as linhas estratégicas para o futuro da sua empresa?
Passa pela implementação/certificação da empresa, já começámos e esperamos concluir o processo no final de 2016. E dar formação aos nossos colaboradores. Também estamos a apostar na exportação. Recentemente, começámos a exportar para a Europa, mas o nosso objetivo passa, também, por chegar a África e à América Latina. No fundo, trata-se de galgar fronteiras. Para crescer e ganhar notoriedade.