Nokian Hakkapeliitta desafiou a Gronelândia

Sete homens, três veículos especiais construídos pela Arctic Trucks, 5.000 km de gelo. Ao longo de 20 dias, 44 unidades do pneu Nokian Hakkapeliitta enfrentaram as condições extremas da Gronelândia.

Foi uma autêntica aventura selvagem, que teve o intransigente clima do ártico como o mais difícil teste para participantes e equipamentos.

Nada menos do que 44 pneus Nokian Hakkapeliitta participaram na aventura de 2018, intitulada “Expeditions7”, que partiu de Isortoq, no extremo sul da Gronelândia, e seguiu para o norte, na direção de Wulff Land, no extremo norte.

A maior parte da viagem decorreu no topo do continente glaciar, que tem vários milhares de quilómetros de comprimento e mais de três quilómetros de espessura em certos pontos.

Durante a jornada, os membros da expedição foram registando informações meteorológicas e recolhendo amostras de neve e gelo, que, depois, foram entregues às universidades para fins de pesquisa.

revista dos pneus nokian gonelA expedição durou quase três semanas antes de o grupo chegar à aldeia de Sisimiut, na costa oeste da Gronelândia. A distância total percorrida foi de 5.169 km.

As condições severas da Gronelândia levaram ao extremo a resistência de condutores e veículos. De facto, durante o processo de preparação, um dos veículos especiais construídos pela Arctic Trucks caiu, parcialmente, num rio coberto de gelo.

A parte mais difícil foi encontrar uma rota segura pelo gelo do mar e gelo continental. Mas a expedição teve de enfrentar vários outros desafios ao longo do seu percurso.

A variação das condições meteorológicas de inverno e a visibilidade zero tornaram o progresso, por vezes, muito lento, com os veículos a conseguirem circular a apenas 10 km/h. As temperaturas mais baixas registadas foram de -40° C.

Mas como as imagens valem mais do que mil palavras, veja aqui este pequeno teaser.