16.º Encontro Valorpneu decorreu no Luso

Terminou, hoje, com sucesso, o 16.° Encontro Valorpneu, que reuniu, no Grande Hotel do Luso, mais de uma centena de pessoas.

Dividido por dois dias, o encontro organizado pela Valorpneu contou com dois programas distintos: um de lazer e convívio ao longo do dia 7 de novembro; outro num ambiente mais profissional, durante o dia 8 de novembro, marcado por uma sessão de trabalho que contou com a presença de vários oradores.

No primeira dia, os convidados rumaram a Coimbra para visitar a parte mais antiga da Universidade, dando destaque à Biblioteca Joanina. Que terminando ao pôr do sol, com um pequeno lanche acompanhado pelo saudoso fado de Coimbra.

Antes do jantar, a Valorpneu ofereceu aos convidados a hipótese de visitar as Caves Aliança, local onde decorreu a refeição, que alberga parte da coleção de arte do Grupo Bacalhoa.

Terminados os momentos de lazer, o segundo dia trouxe-nos o lado mais profissional do encontro. Subordinado ao tema "Novos Desafios no SGPU", foram chamados a intervir, após a sessão de abertura, realizada por Hélder Pedro, gerente da Valorpneu, e Mercês Ferreira, vogal do Conselho Diretivo da APA, nomes como Ana Cristina Carrola, diretora do Departamento de Resíduos da APA.

A responsável centrou a sua apresentação na nova licença atribuída à Valorpneu, enquanto Climénia Silva, diretora-geral da Valorpneu, fez um balança do ano de 2018. Já Rui Martins, da Ernst & Young, para além de explicar os critérios de avaliação dos centros de recolha, anunciou o vencedor do concurso deste ano: Metais Jaime Dias.

A sessão de trabalho contou ainda com uma mesa redonda, moderada por Sofia Arnaud, da Cunha Vaz & Associados, subordinada ao tema "Gestão de Pneus Usados no âmbito da Economia Circular". Nela, participaram António Pedreiro, da Recipneu, José Carvalho, da Biosafe, Luís Realista, da AVE, Nuno Jordão, da Ecomais, Pedro Barros, da Biogoma, e Rita Marques, da ANIRP.