Dunlop segue Campeonato Mundial de Resistência até aos EUA

As 5.ª e 6.ª provas do Campeonato do Mundo de Resistência da FIA, decorrerão no México e na América do Norte, em setembro. Ambas as corridas, com 6 horas de duração, dão continuidade aos importantes testes de desenvolvimento da Dunlop para as categorias LMP1, LMP2 e LMGTE, direcionados para a próxima geração de pneus.

Os testes da Dunlop realizaram-se na pista de Monza, em Itália, ao longo de dois dias, e ainda na pista do circuito de Sebring International Raceway, nos EUA, durante uma semana. O programa de LMP1 consistiu em prosseguir o desenvolvimento dos pneus, do qual se observou uma evolução excelente no sentido da nova especificação de 2017. O trabalho de LMP2 foi fundamental devido ao novo regime de fabricantes para 2017.

Os quatro fabricantes estiveram todos presentes para criarem uma especificação pós 2016/ pré 2017 que permitisse às equipas testarem os seus carros para 2017, com pneus de nova geração, antes do início da época. O produto LMP2 para 2017 estará concluído depois de encerrada a época de 2016.

O programa LM GTE prosseguiu com Darren Turner, Nicki Thiim e Marco Sørensen a testarem o Aston Martin em Monza, juntamente com o piloto de desenvolvimento da Dunlop, Daniel Serra. O teste de dois dias consistiu, sobretudo, em trabalhar na próxima especificação de pneus para 2016, da qual resultarão as especificações Profissional e Amador de 2017, para a categoria LM GTE. Darren Turner realizou ainda testes de pré-avaliação na pista de testes da Goodyear Dunlop em Mireval, França.

A primeira corrida decorrerá no circuito Hermanos Rodriguez, na Cidade do México, no sábado 3 de setembro. Duas semanas depois, a 17 de setembro, a equipas reúnem-se de novo no Circuito das Américas (COTA) no Texas, EUA. Apesar de estarem previstas temperaturas elevadas, a Dunlop propôs pneus de compostos macio e médio para as equipas de LMP2.

Embora a pista do México seja nova para a Dunlop e para o WEC, as propriedades do pavimento são semelhantes às do COTA, com muito baixa aderência. Os carros da Aston Martin Racing LM GTE Pro e os privados da LMP1 (Rebellion e ByKolles) continuam a utilizar a gama confidencial de pneus Dunlop, cuja especificação é ilimitada.